hotel.com.br - O Guia de Hotéis da Internet Brasileira !

Filtrar por Bairro

Hotéis Pesquisados

ILHÉUS - A cidade de Ilhéus foi fundada em 1534 e emancipada em 1881, quando passou de distrito a cidade. No fim do séc. XIX, a principal atividade econômica de Ilhéus era a extração e exportação do cacau para a Europa. Porém desde o aparecimento da praga da vassoura-de-bruxa, quando praticamente levou ao caus este tipo de atividade, Ilhéus passou a preocupar-se mais com o desenvolvimento da indústria canavieira, e em consequência disto, surgiu então outra atividade que lhe geraria mais divisas: o turismo.

Possuidora de atributos no que diz respeito à beleza, Ilhéus desde a sua 'porta de entrada' nos é mostrada como um cartão postal. Belas praias, belas orlas, belas paisagens. É realmente um lugar para lazer, descanso e apreciação. Uma boa dica para ampla observação da cidade é subir o Outeiro de São Sebastião ou o Morro de Pernambuco onde pode-se vislumbrar toda a baía de Ilhéus.

Como não poderia faltar, aquí vão algumas dicas: Principais praias (opinião de turistas) - Engenhoca, Camboinha, da Concha, Hawaizinho, Itacarezinho, da Costa, Norte, Sul, Avenida e toda Orla do Pontal. Outros pontos turísticos - Estância Hidromineral de Olivença (fonte de águas medicinais) e procure também pelo Véu de Noiva (belíssima queda d'água) para tirar umas fotos. Agito noturno é em Itacaré, point dos melhores restaurantes da cidade como por exemplo o Boca do Mar, Sheik e o Vesúvio, todos a la carte e com shows ao vivo. Ilhéus é bem servida de hotéis, basta dizer que existem vagas para todas as classes sociais; de resorts a pequenas choupanas. Uma boa dica é alugar um carro ou já ir com ele. Caso esteja perdido, conte com a ajuda do povo local, eles são bastante receptivos e sentem gosto em ajudar. Porém saiba para onde vai. Procure também pela av. Soares Lopes, você se sentirá em casa. Lá o comércio é amplo, como nas grandes cidades.

Curiosidades de Ilhéus: A sua história, que vem desde a época das capitanias hereditárias, conta com a doação de uma vasta e extensa área de terra feita a Jorge de Figueiredo Correia, donatário até então do que se chamava de terra indígena. Em 1535 na Ilha de Tinharé, que passara à denominação de Capitania de Ilhéus, teve a sua sede administrativa mudada para a região da Foz do Rio Cachoeira, desta vez chamada de Baía de Ilhéus. Este mesmo donatário mais tarde, mandou chamar o espanhol Francisco Romero para tentar fazer a pacificação dos indígenas locais (os tupiniquins) para que pudessem mais tarde criar a fundação cultural da Vila de São Jorge dos Ilhéus. Em 1551, com a morte do donatário, a capitania teve por diversas vezes a mudança de donos e acabou caindo no descuido daqueles que não se importavam com a sua história transformando-a apenas numa vila de pescadores. Hoje ela é conhecida no mundo todo por causa de Jorge Amado, criador de 'Gabriela, Cravo e Canela' que teve Ilhéus como cenário deste romance.


Hotéis em Ilhéus - BA